quinta-feira, 27 de agosto de 2009

Love with no warning.

Há alturas em que o coração quase nos salta do peito, dá voltas e mais voltas, seja por que razão for. Anda aos rodopios sem sentido, perdido em outros peitos, ou inundado de amor de outros corações. Aperta quando outro coração é despido e literalmente alargado por pessoas que materialmente percebem de assuntos do coração. Torce quando é devolvido depois de ter andado perdido noutros peitos, e de ter sido inundado de amor de outros corações. Espreme quando pensa nos outros peitos a que já pertence, e que vão para longe. Cresce quando volta a estar em paz. E volta a saltar do peito para dançar, e aquecer corações alheios, sem aviso.

How do I know I can come and give to you,
Love with no warning and find you alone.

6 comentários:

Débra disse...

concordo com todo este texto. Há amores que valem a pena outros que não e que por vezes magoam corações que não merecem ser magoados. Mas tudo passa, todas as feridas saram :)
um beijinho*

Beatriz disse...

Gostei muito!
Concordo plenamente!!
Continua a escrever!
Beijinhos!:)

Davie disse...

Os teus textos são sempre tão doces, para mim :D
Foste a NY ? 8D
ai quem de dera +.+

~ Jessica disse...

O teu coração vai voltar a dançar :)

(ah!, eu já tinha dito que ia) :D

Beijinho Marianinha *

E. disse...

és nova, estas de volta com o coração colado. Thank the lord :D

Silvana disse...

tão bonito este textinho e como interpretas as andanças do coração.

muito ele anda, por muito ele passa, e ás vezes nem damos conta.

beijinhos*