quarta-feira, 25 de fevereiro de 2009

Moonlight Sonata

- Não sei como aturas, se fosse a ti já tinha cortado isso há muito tempo.
- Mas eu tenho medo que ao fazer isso depois cortes tu comigo, como já o fizeste.
- Mas antes eu era burro, e agora não sou. Foi uma estupidez, nem sei como na altura não pensei direito, sempre fomos os melhores amigos.
- Oh, fomos os dois palermas.
- Vou-te mostrar uma música mesmo bonita, que eu gosto muito de ouvir.
- Mostra lá!
- Estás a ouvir? Vou pôr um bocadinho mais alto...
- Sim, sim... Espera lá, eu conheço essa música... Já sei, o Plushenko patinou-a! Tu gostas de Beethoven?
- Sim, claro que sim. Adoro, aliás! É mesmo triste a música e quando a ouço fico um bocadinho triste, mas é tão bonita que estou sempre a ouvir...
- É mesmo bonita, gosto tanto.
Ainda hoje quando ouço a (nossa) Moonlight Sonata parece que ouço a nossa cúmplicidade a ser transformada numa melodia com tanto sentido, ou até mesmo Patética! Patética como a outra Sonata que tanto gostamos.
Vamos ser sempre irmãos, quanto mais não seja, irmãos de iPods (quase) iguais e sem dúvida irmãos de coração, disso não tenhas dúvidas. Já são quase 17 anos, se é que não são mesmo 17, a ter-te do meu lado e não vão ser míseros km que vão mudar isso.

4 comentários:

Débra disse...

Admiro bastante a vossa amizade, vê se uma enorme cumplicidade e isso é realmente muito bom. Já é muito tempo de amizade e ocmo tu dizes nao vao ser uns km que vao estragar.

Gosto muito dos teus texto marianinha *

Davi(d) disse...

Que texto bonito, que cumplicidade (pelo menos sente-se) Mariana.
beijinho :D

Qel disse...

Também acertaste numa das minhas mentiras. Na verdade não gosto (detesto) bróculos. As outras duas mentiras eram "adoro voley" e "já andei de moletas e fiz fisioterapia" ahaha.

E quanto a este post, adorei a cumplicidade que transpareceste. Tesourinhos desses são p'ra conservar.
Um beijinho *

Joana Éme. disse...

isso é tudo saudade do irmão de Andorra?


;p