sexta-feira, 30 de janeiro de 2009

Onde andas Sol?


Parecia que o Sol estava finalmente a acordar, mas afinal não...

Oh Sol, por onde andas tu? Leva-me contigo, deixa-me ajudar-te a pintar sorrisos e a criar melodias que sejam tão doces como a do novo roxinol que o meu avô arranjou! Eu sei que as aves nunca foram as minhas melhores amigas, mas o amor que o meu avô tem pelos passarinhos que cantam tão bem, é tão grande que eu não lhes resisto. E aqueles dias em que não estás escondido sabem tão bem enquanto me deito na rede do jardim e ouço as tais melodias dos tais passarinhos que o meu avô tem. E olha que quando está frio ele não os deixa cá fora, já por isso é que lhes construiu aquele abrigo.

Oh Sol, se não queres aparecer, pelo menos deixa-me seguir viagem contigo, deixa-me estar sempre quentinha e sentir-te num abraço, deixa-me levar comigo aqueles de quem eu tanto gosto e de quem eu não quero sentir falta...


Oh Sol, vem iluminar o jardim da princesa, é a cereja no topo do bolo...!

5 comentários:

Jo. disse...

Chuva, xô!.

diz-me que essa foto foi tirada pelo Porto pra eu tirar uma igual, princesa :p

Débra disse...

a princesa no cimo da torre :D tás mesmo linda
E também quero o sol
um beijinho marianinha :D

Davi(d) disse...

sim, estou como tu: quero mesmo o Sol novamente! mandava a chuva embora >.<
eu também me revi um pouco, neste teu texto. adorei-o **.
beijinho :*

disse...

eu mais do que nunca, também quero o sol. quero mesmo.
adorei !
beijinhos

MafaldaMacedo disse...

estou contigo. quer outravez o calorzinho tão bom aqueçer-me. o post, mais uma vez, está delicioso. e a fotografia, surpreendente :D