sábado, 11 de abril de 2009

Não podemos deixar o coração agir sozinho.

- O que fazes aqui?
- Tinha saudades... Estás a arrumar. Vais a algum lado?
- Está na minha altura de partir.. Também tu já partiste, não faz sentido eu ficar.
Ontem fizeste com que o meu coração saltasse e quase fugisse para a tua beira (outra vez), mas fui rápida o suficiente para apanhá-lo antes que cometesse uma loucura (outra vez). Eu vou embora não por não ter saudades tuas, porque tenho, não por não querer falar contigo, porque quero, não por não gostar de ti, porque gosto. Eu vou embora (por enquanto) porque não posso deixar que o meu coração trema de cada vez que penso em ti, ainda é cedo para colocar um quadro a disfarçar o buraco na parede. E secalhar o que o meu coração gostava era de ter ficado a falar contigo por muito mais tempo, a saber as tuas novidades, a contar-te que afinal vou mesmo para Londres, que os ensaios estão a correr bem, como eu gostava que tu visses a minha cena, as pessoas dizem que está bonita e que até tenho jeito, sabes? Como o meu coração gostava que te orgulhasses de mim ao contar-te tudo isto. Podes ter a certeza que o meu coração tamém gostava de ouvir tudo o que tu tens para contar. Mas às vezes não podemos deixar o coração agir sozinho, é para isso que temos a mente, para prevenir estragos no coração. E o meu está em processo de reciclagem, e não está em condições de tomar decisões. É bom saber que também estás bem, e é bom poder acordar e sentir que eu também estou bem.
- Mas eu tenho saudades...
- Também eu, mas deixa-me só recompor o coração, só mais um bocadinho. Eu volto a dizer alguma coisa :) Um beijinho, *
- Está bem Marianinha :) Fico à espera ;) Um beijinho.

6 comentários:

Mariana :) disse...

Olá :)
Desde há algum tempo que tenho vindo a acompanhar o blog, mas nunca me tinha manifestado.
Gosto imenso do que escreves e por vezes identifico-me com os textos.
Por vezes também me dá vontade de escrever algo mas nunca me sai bem, deixo as palavras e pensamento para mim e é bom por vezes encontrarmos blogs com que nos identificamos por vezes :)
Continua a escrever, boa sorte por Londres.
Beijinho*

Joana Éme. disse...

Acenei durante o texto todo - nem mais.

Ontem foi para saudades e para controlarmos o coração, parece-me ;p

Tani disse...

acabei de ler isto a chorar. (se calhar porque estou a ouvir o "if only" da little mermaid e fica amazing com isto.


(Doi-me quase tanto, sabes?)

Xaninha disse...

Gosto muito deste Mariana, pela sinceridade mas mais que isso pela maturidade :) Eu sei o difícil que é dizer que não ao coração, mas tens razão, é para isso que temos a mente e a mente ajuda a tornarmo-nos mais fortes!

Um beijo e um sorriso*

F. disse...

Dizer não nem sempre é fácil.
És tão forte Marianinha :)

Estou aqui para tudo.
Um beijinho meu anjo, gosto muito de ti*

Filipa disse...

Linda Princesa,

Quanto orgulho tenho em ti!
Que exemplo és para outros corações menos fortes que o teu... Não tenhas medo de agir assim. Sabes que é o melhor para ti! Sabes que se o amor fôr sincero e tiver que ser para ti, ele virá para ti! Se não vier, é porque algo muito melhor e mais belo te está destinado! Só tens de libertar o coração para recebê-lo!... Nâo o ocupes com quem não te dá o valor devido!...

Beijo da Fada Madrinha que estará sempre perto para te ajudar a sorrir!

Boa viagem a Londres (I wish I could be with you!...)