terça-feira, 13 de janeiro de 2009

perdi o tempo...

Não gosto de sentir o tempo a escapar-me pelo meio dos dedos das mãos, gosto de agarrar o tempo, não deixá-lo fugir. Se foi o homem quem aprisionou o tempo, porque é que o homem não tem poder sobre ele? Se realmente tivessemos esse poder, não queria fazer uma pausa para os momentos durarem mais, porque se fizermos uma pausa na acção, esta não avança, e eu gosto realmente da acção contínua... o que eu gostava mesmo era de controlar o tempo, esticar o tempo, aumentar o tempo, sentir que o tempo não foge levando tudo aquilo que (ainda) não se passou. Eu não gosto que não haja tempo para as coisas, todas as coisas têm direito ao seu tempo, umas mais que outras, mas o tempo não escolhe, o tempo tira-as ao acaso e nem sempre sai a nosso favor. E assim, nem sempre as coisas que deveriam acontecer, acontecem.
Eu quero mais tempo, não tempo eterno, mas tempo para as coisas que eu quero fazer, que eu quero que aconteçam... tempo para amar os que querem e devem ser amados ("porque amamos tão depressa?"), tempo para me instalar com toda a mobília que trago, tempo para sentir, tempo para ter tempo, e claro, tempo para mimo, muito mimo (como não podia faltar).

preciso de tempo, tempo, tempo, tempo, ...

12 comentários:

Davi(d) disse...

(eu) preciso do tempo passado, agarrava nos pretéritos e gostava de ir a memórias, recordações passadas.
adorei o texto marianinha! :)
beijinho

disse...

eu também preciso de tempo. adorei, adorei, adorei !
beijinhos *

Qel disse...

«(...) tempo para me instalar com toda a mobília que trago, tempo para sentir, tempo para ter tempo, e claro, tempo para mimo, muito mimo (como não podia faltar)».

Acho q todos nós precisamos de tempo. Tempo para fazer acontecer o que (ainda) não aconteceu e para estarmos no tempo certo, naquele em q não deixamos nada por fazer por ser demasiado tarde. Todos nós precisámos de tempo. Acho q ninguém o conseguiria dizer tão bem quanto tu nestas últimas linhas. Não podia estar mais de acordo, concordo com tudo e adorei :)

Um beijinhoooo *

Qel disse...

Ah! Esqueci-me de agradecer o teu comment, gostei bastante do q disseste; da pseudo-definição de sorriso/felicidade :P
E a julgar pela foto do post anterior, cheira-me q talvez goste bastante do teu sorriso :P
*

Tani disse...

Se podesses esticar os sentimentos e prelonga-los infinitamente no tempo, se calhar perdia.se a essencia...Tens tempo, ainda estás no inicio :)

Jo. disse...

havemos sempre de quer (só) mais um bocadinho.

Davi(d) disse...

Obrigado pelo comentário, preciso de alguns assim. Eu vou começar a optar por uma fase mediana, ando farto de tudo aquilo que escrevi.
E vou seguir o teu conselho, vou deixar que alguém preencha o meu vazio :)
beijinho *

Xani disse...

Como eu percebo esse 'preciso de tempo'... Acho que a maneira que arranjei para solucionar este necessidade foi inventar-me como dona do tempo, fazer as coisas ao meu tempo, estica-lo e diminui-lo quando me convém e, claro, tentar gozá-lo tanto quanto posso. É a única coisa que eu consigo fazer portanto quando te sentires sem tempo, o meu conselho é veres o sol nascer e lembrares que ele vai nascer outra e outra e outra vez , e tu podes sempre voltar a vê-lo nascer porque o tempo não pára e as coisas morrem para nascer de novo e nós só podemos esperar que renasçam o mais rápido possivel para nem termos tempo de sentir falta delas :)

escreves muito bem Marianinha e este aqui encaixou-se na perfeição ao meu estado de espírito de hoje, em que senti que sem querer perdi o controlo do tempo e precisei de tempo para sentir, para amar e para o mimo que eu também tanto gosto :)

Mas a Tani tem razão (como sempre), isto ainda é só o início :)

MafaldaMacedo disse...

Tal como tenho na minha descrição do blog "The time slipped through my fingers ..."

é uma sensação tão dolorosa em tanta gente, acho que já todos o sentimos na vida e mais que uma vez. E infelizmente o tempo não pára, e o que passou passou e o que virá é tempo incerto.
beijinha*

Jo. disse...

http://www.youtube.com/watch?v=fUeloYsdrz4&feature=related

escuta.

JO disse...

(...) Não gosto de sentir o tempo a escapar-me pelo meio dos dedos das mãos, gosto de agarrar o tempo (...)

Adorei *-*

JO disse...

Ora essa :)
Eu também agradeço ^^