terça-feira, 28 de julho de 2009

The world is a place called home :)

Quando eu for grande, vou (com a mana) para os aeroportos dar abraços às pessoas que chegam e não têm ninguém, e também às que chegam e gostam de receber abraços, tanto como eu gosto de dar. Vou deambular ao sabor do vento por esquinas de cidades onde moram sonhos que eu gostava de viver. Vou ouvir as pessoas na rua a contar histórias de amores proibidos, amores para sempre, amores à primeira vista, e tudo o que houver para contar. Quando for grande vou sonhar ainda mais com alma, vou viver ainda mais com o espírito livre. Gosto de pertencer ao Mundo e gosto que ele me pertença. Gosto de pessoas, de abraços, de amor e de paz - quem não gosta? Gosto de dar beijinhos e mimos, e fico feliz se os outros gostarem e quiserem mais. Quando for grande vou fazer um filme disso tudo, e vou ser muito, muito feliz. Avó, é isto que eu quero ser, quando for grande! Quero fazer os outros felizes!
A minha avó diz que não é por ir para a faculdade daqui por uns meses que deixo de ser o testo da panela (e eu não sabia o que era ser o testo da panela, mas a minha avó disse-me que era ser a mais pequena da família) que desde sempre a encheu de beijinhos, e que me vai continuar a perguntar o que quero ser quando eu for grande.

Por isso hoje eu acordei com uma vontade danada de mandar flores ao Delegado, de bater na porta do vizinho e desejar Bom-Dia, de beijar o Português da padaria.

13 comentários:

Qel disse...

que doçura! À medida que lia o teu texto era como se tivesse imagens do love actually a passar-me na cabeça.
Ah! E há duas coisas que ando há séculooooos para te dizer: pelo pouco que já vi, arrisco-me a dizer que adoroooo o teu cabelo xp e a música que aqui toca é qualquer coisa (: *

Filipa disse...

É assim sempre que te recordo: a distribuir abraços e beijos e mimos, porque é só assim que sabes ser! Já tenho saudades dos teus abraços :(
E quando fores grande não serás muito diferente (se Deus quiser!)...

Miss you...

Joana Éme. disse...

Independentemente, vais ser sempre a minha pequenina.

Sílvia disse...

E é bom acordar assim :)
desculpa a invasão *

*Ariel* disse...

Ah ah, é bom mantermo-nos pequeninas cá dentro, mesmo quando formos grandes :) e dar abraços às pessoas que chegam ao aeroporto que nao têm ninguém é uma ideia excelente, eu quando fiz a campanha dos "Free Hugs" fiquei-me pela baixa do Porto, vê lá :P

Este post está cheio de ares de Verão :)

Beijinho*

P.S.: Estava a ver um post antigo teu, andaste na Lampadinha de Penafiel? É que eu também :p Beijinho:)

disse...

sabe tão bem quando acordamos assim :)
ler-te transmite-me sempre uma alegria tão grande, a sério!
beijinhos.

Sílvia disse...

Obrigada, posso seguir? *

Sílvia disse...

Já tá (:

F. disse...

Quando for grande quero ser como tu :) *

Claudia disse...

Que docinho de post!!

Beijinho

Ana disse...

Acho q se há bons planos de vida o teu é um deles.
:)

Davi(d) disse...

tu és um doce Mariana, a sério. Para eu ter desejos desta natureza, tenho de acordar mesmo bem disposto.
E depois de ler, deu-me uma vontade enorme de contar a minha história, de amor :D
vou lutar pelas minhas convicções e tens ar de quem luta também ;p

um beijinho Marianinha, de pequenina. *

susana disse...

Quando eu for grande , quero pensar como tu ! (: