domingo, 17 de maio de 2009

Cabeça despreocupada e coração alegre?

- Estás com medo de quê? Nunca tiveste medo, sempre foste tão despachada, tão senhora do teu nariz, tão consciente...
- Estou com medo porque nunca fiz isto, porque não sei se consigo ser assim tão forte.
- Ouve filha, tu és mais forte que pensas, tu tens um coração enorme e tão, mas tão grande. Não podes deixar que te roubem pedacinhos para part-time. Tens de lhe dizer o que ele não quer ouvir, o que secalhar ainda ninguém lhe conseguiu dizer mas que dizem. Se não disseres, ele vai continuar a roubar pedacinhos para part-time e não só a ti, a mais meninas, com um coração grande ou não. Pelo menos diz-lhe tu, fá-lo perceber que a vida não é uma busca infinita, não é uma sede que nunca acaba, quem ainda pensa isso então está muito enganado. Ouve o que eu te digo que já tenho mais experiência que tu: quando se encontra alguma coisa boa na vida, não estou a dizer que devemos baixar os braços e ficar por aí, não é isso, quando se encontra alguma coisa boa na vida, deve-ser saber aproveitá-la, ir até ao fundo enquanto podermos. Não te estou a dizer para te contentares com pouco, mas estou a tentar ensinar-te, porque como tua mãe posso fazê-lo e tenho esse direito, a tirares proveito da vida sem perderes coisas pelo caminho. Diz-lhe, a ele que tanto te rouba pedacinhos do coração sabes lá tu para quê, que queres saber qual é o destino dos teus pedacinhos, que o teu coração é demasiado precioso, e ele que não pense que estás a ser convencida, para andar aí na corda bamba, que apesar de forte, merece estar em paz. Dá-lhe o abanão que ele precisa. E não tenhas medo filha, não tenhas, que se ele tiver dois dedos de testa, e se realmente for merecedor desses teus pedacinhos, ele vai percebê-lo, vai sentir que precisa de ti, não só em part-time, mas sim sempre. Se não tiver ou se não for merecedor, não te preocupes, eu estou aqui na mesma para te aconchegar o peito, para te fazer acreditar que podes voltar a dar pedacinhos do coração, que podes voltar a gostar, como gostas. Explica-lhe que numa relação as pessoas têm de dar e receber, têm de fazer opções, e se ele não estiver disposto a isso, caso ele te esteja a roubar pedacinhos para ver no que dá, então não vale a pena. Não assumas já que ele quer ver o que dá, porque pode não querer. Há pessoas que não conseguem cuidar tão bem do coração dos outros como tu cuidas, portanto ele pode estar apenas numa fase, ou a roubar pedacinhos da amizade, ou outra coisa qualquer que eu espero bem que não seja. Mas não tenhas medo filha, tu és tão forte, não tenhas medo. Vai ter com ele, diz-lhe isso tudo o que tens para dizer e logo se verá.

Para isso, é preciso um coração alegre e uma cabeça despreocupada, que eu já tive, mas não sei se ainda tenho.
- Vou tentar mamã, prometo que vou.

6 comentários:

Tani disse...

continuas a ter, se calhar ainda mais.

E nem sempre ouvimos o que queremos, mas é o que nos faz crescer :)

Joana Éme. disse...

Ainda tens, bem sei, amor.

E orgulho-me da tua força - essa que tens em tão grande escala, Mar.


não tenhas medo filha, não tenhas, que se ele tiver dois dedos de testa, e se realmente for merecedor desses teus pedacinhos, ele vai percebê-lo, vai sentir que precisa de ti, não só em part-time, mas sim sempre.Não tenhas medo, não tenhas.
Até porque amnhã te dou um abraço de te partir ao meio.

V disse...

vai sem medo, palavras sábias *

Xaninha disse...

Adorei, e concordo com cada palavra *
Está mesmo bonito este texto Mariana e encaixei-o mesmo bem no meu coração que quase ouvi dizerem-me a mim ao ouvido, "Estás com medo de quê? Nunca tiveste medo, sempre foste tão despachada, tão senhora do teu nariz, tão consciente..."

Coração alegre e cabeça despreocupada , *

Xaninha disse...

(já li isto três vezes, porque era mesmo mesmo o que eu precisava de ouvir hoje e fez-me sentir melhor *)

Filipa disse...

E a Marianinha lá foi, segura e de cabeça erguida, porque um coração como o dela não é para estragar! Ela sabe cuidar dele...!

Oh se sabe!

Xi coração, Princesa!